Objetivos | Regra | Notícias | Baixar Arquivos

Sociedade de São Vicente de Paulo

Conselho Metropolitano de Goiânia da SSVP

SSVP

cfd. Jeová Alcântara Lopes

Coordenador

ecafo @ ssvpcmg.org.br


Missão

"Estabelecer uma estratégia de formação que auxilie na busca do amor ao próximo e da santificação."


Visão:

"Partindo do lema de trabalho estabelecido pela diretoria do CNB - "Com Cristo nos Pobres: Caridade e Missão!" - promover formação humana, formação cristã e formação vicentina em todas as Unidades Vicentinas."


Lema:

"Formar-se bem para servir melhor."


Objetivos da Ecafo

Oferecer uma formação constante aos seus membros, ajudando-os nos despertar e reanimar da sua caminhada e missão; Difundir a SSVP, divulgando o carisma vicentino, mantendo acessa a chama de nosso patrono São Vicente de Paulo e de nossos fundadores; Despertar novas lideranças, preparando-as para assumirem as mais diversas responsabilidades dentro da SSVP, mantendo-a fiel ao seu Espírito Primitivo e aos serviço aos necessitados.


Desafios para Ecafo

Criar e manter em cada Conselho Central um núcleo de formação vicentina permanente com as ações periódicas, em constante atualização, buscando uma formação integral e adequada de seus membros, com a finalidade de resgatar a dignidade e a promoção humana dos necessitados, libertando-os de todas as misérias; Buscar meios para que o Plano de Formação seja o mais abrangente possível e que chegue a todos os vicentinos, por meio de ações criativas, sem se esquecer daqueles que não podem participar diretamente da ECAFO.

Regra


Artigo 138. À Coordenação de ECAFO, dentre outros direitos e deveres compete:

  1. porporcionar formação católica e vicentina, orientando sobre a doutrina social da Igreja Católica e temas de atualidade e relevância da SSVP, que constarão nos módulos oficiais do Conselho Nacional do Brasil;
  2. organizar curso de alfabetização, cursos profissionalizantes, de formação bíblica ou outros de interesse regional, buscando sempre parceria com entidades particulares ou com o poder público, quando possível; e
  3. criar uma equipe de serviço e um corpo docente, para a Escola de Formação Permanente, encaregada da aplicação do "Manual de Instrução", se necessário adaptado às condições e peculiaridades locais e com formas criativas.

Artigo 139. São atribuições do Coordenador da ECAFO

  1. coordenar, planejar e supervisionar as atividades;
  2. efetuar e remeter ao Conselho a que estiver vinculado o Relatório Anual de Atividades;
  3. manter o Conselho a que estiver vinculado informado sobre todos os trabalhos realizados, comparecendo às suas reuniões e apresentando relatório;
  4. estabelecer relacionamento cordial entre as Unidades Vicentinas de sua área de atuação, visitando-as com regularidade e dedicando atenção aos jovens engajados, procurando incentivar a inscrição e frequencia nos cursos de formação;
  5. trabalhar em harmonia com o agir pastoral da Igreja Católica;
  6. criar meios para propiciar a formação à distância para os novos membros e para atualização dos confrades e consócias;
  7. efetuar reuniões mensais; e
  8. fornecer, como estímulo, um certificado pela frequência e conclusão, em cada módulo, na ECAFO.

Baixe diversos materiais para seu estudo.